As verdades sobre o Dízimo



Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Pois que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a fé; deveis, porém, fazer estas coisas, e não omitir aquelas.

Condutores cegos! que coais um mosquito e engolis um camelo.

Mateus 23:23,24


O dízimo é um dos temas mais controversos da experiência cristã. Até porque, desde os tempos antigos, mexer com dinheiro, ou melhor, com o dinheiro de alguém, é mexer em coisa muito séria. Reconheço que há muitas críticas que são feitas aos crentes que dão dinheiro na Igreja, e críticas essas que de fato tem sentido de alguma maneira porque temos muitos líderes inescrupulosos, manipuladores e sem caráter que acabam pegando dinheiro a mais, ou pegando dinheiro com argumentações que não podem ser sustentadas com os ensinamentos de Jesus.

Uma outra discussão também é se o dízimo é uma experiência restrita ao velho testamento ou ao novo testamento, se é algo da religião judaica ou da experiencia cristã. 
Também já ouvi diversas pessoas, sendo elas cristãs ou não com algumas dúvidas:

- Tenho que dar exatamente 10%?
- Tem que ser na Igreja?
- Tem que pagar o atrasado caso eu não dê em algum mês.

A resposta é não.

Não precisa ser 10%. A questão não é quanto você dá, mas o coração com que você dá. Você pode dar 1%, 10%, 20%, 50%... porque você não é responsável apenas por dar 10%, você é responsável por 100% do seu dinheiro. E sobre ser na Igreja, não tem que ser na igreja, o ensinamento é para que você aprenda a ser uma pessoa generosa e doadora. Logicamente que a Igreja tem necessidades como, aluguel, água, luz, obras sociais, manutenções em geral, e o dízimo atende essas necessidades também.
Você também não tem que quitar o atrasado, pois dízimo não é uma mensalidade. 


Dízimo é expressão de generosidade.
O nome disso é generosidade e justiça.
Se você tem um coração justo e generoso, você não tem um coração justo e generoso apenas com 10%, na igreja mensalmente. Você é uma pessoa que vive de maneira justa e generosa e que inclui o seu dinheiro nessa dimensão de justiça e generosidade em todos os momentos. 

O dízimo foi apenas um instrumento regulador para ensinar a generosidade.
Não é uma regra a ser seguida, é um caminho de aprendizado.

Que Deus abençoe a sua vida, e minha oração é para que eu e você aprendamos a cada dia a andar nesse caminho de doação, generosidade e amor.


" Cada pessoa contribua conforme tiver proposto em seu coração, não com pesar ou por constrangimento, pois Deus ama o doador que contribui com alegria."

II Corintios 9:7
Andy Veríssimo Blogueiro

Cristão, publicitário de profissão, teólogo e poeta nas horas vagas. Músico e ministro de louvor, amante de sorrisos, do amor, dos livros e de bacon, é claro. Desde pequeno, sempre escrevi poesias, sempre apaixonado pela escrita decidi colocar alguns desses retalhos num blog.

Nenhum comentário:

Postar um comentário